Emoções Incorporadora

Midia

Rei Roberto Carlos estreia no setor imobiliário com a Emoções

Incorporadora Emoções lança primeiro empreendimento em São Paulo e planeja investir 1 bilhão de reais nos próximos quatro anos.

img-1

O aquecido mercado imobiliário vai ganhar uma celebridade. A partir de maio, os fãs do cantor Roberto Carlos poderão comprar um imóvel do rei. A incorporadora Emoções (referência a uma de suas canções mais famosas) colocará à venda 346 unidades do condomínio residencial e comercial batizado de Horizonte – uma alusão a outra música sua, “Além do horizonte”, no Itaim Bibi, bairro nobre de São Paulo.

Na última semana, o empreendimento foi apresentado a corretores. Resultado: 250 pessoas já manifestaram interesse em comprar uma das unidades residenciais (são 266 no total) e todas as unidades comerciais já têm possíveis compradores.

Há apartamentos padrões, lofts, duplex e coberturas disponíveis, procurados basicamente por empresários – muitos deles funcionários das empresas que se instalarão no prédio.

O mais barato deles é um apartamento de 54 metros quadrados, que sai pela “bagatela” de 756.000 reais. Apesar do alto preço, a incorporadora espera um volume geral de vendas (VGV) de 300 milhões de reais. Para erguer o empreendimento – que tem término de construção previsto para 36 meses após o lançamento – foram destinados cerca de 200 milhões de reais.

Debute - Nos próximos quatro anos, a Emoções planeja investir 1 bilhão de reais em seus projetos. Parte virá dos sócios, parte será financiada pelos donos das áreas e por bancos. O Bradesco, por exemplo, financia o Horizonte JK. Há também conversas com o Itaú e com o Citibank, com o qual Roberto Carlos tem uma parceria desde dezembro de 2010 para pré-venda exclusiva de ingressos, acesso aos bastidores e pré-venda de pacotes para o cruzeiro do cantor, entre outra vantagens.

Nos próximos quatro anos, a Emoções planeja investir 1 bilhão de reais em seus projetos.

A força da imagem do rei já é visível. “Estamos recebendo muito mais empresários do que procurando”, disse a EXAME.com o advogado Jaime Sirena, responsável por administrar a Emoções.

A ideia da Emoções surgiu há dois anos e meio, quando Roberto Carlos manifestou sua vontade de investir no setor ao amigo Ubirajara Guimarães, ao seu empresário Dody Sirena e seu irmão Jaime Sirena. Nenhum deles tinha o menor conhecimento sobre o mercado imobiliário. Em outubro de 2010, foi legalmente criada a nova empresa do Rei, que também tem negócios no ramo do turismo, alimentos e até agropecuário.

Roberto Carlos é dono de 30% da incorporadora, e o restante é dividido entre os outros amigos e sócios. “Desde a ideia inicial até a formalização da empresa, ficamos focados no desenvolvimento do Horizonte JK”, disse Sirena.

Revista Exame | 07/04/2011

Mais na mídia

img-2

Emoções, a incorporadora do Rei, investirá R$ 1 bi em quatro anos

Para materializar o sonho de ser arquiteto, cantor Roberto Carlos lançará condomínios com ruas batizadas com nomes de músicas suas.

img-3

Branco e azul além do horizonte

O branco e o azul reinam no primeiro empreendimento da Emoções Incorporadora, a ser lançado entre o fim de abril e o início de maio, em São Paulo.



PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO
E TIRE SUAS DÚVIDAS.

NOME

E-MAIL

TELEFONE

MENSAGEM